Design Thinking

Urbanized: O filme

No último domingo fomos assistir ao novo documentário de Gary Hustwit chamado Urbanized em uma sessão de lançamento do filme aqui em Chicago. O próprio Gary Hustwit esteve presente e participou de uma sessão de perguntas e respostas sobre o filme, interagindo com uma platéia de umas 200 pessoas, aproximadamente. A apresentação foi em um antigo e charmoso cinema aqui em Chicago chamado The Music Box Theatre. O Music Box Theatre é um dos principais cinemas na cidade voltado para filmes alternativos e fora da rota comercial dos grandes blockbusters.

O filme foi incrível, prendendo a nossa atenção pelos aproximadamente 80 minutos que ele dura e mostrou diversos projetos ao redor do mundo, trazendo a tona uma importante discussão em torno dos desafios urbanísticos que as cidades enfrentam. Não quero “estragar” o filme, mas vou compartilhar duas experiências e discussões que tivemos no domingo e que me levaram a uma grande reflexão:

A primeira foi levantada no filme por um arquiteto chinês chamado Yung Ho Chang. No filme ele comenta como antigos modelos de urbanismo, como o modelo americano, ainda estão sendo aplicados em novas cidades que estão nascendo e como esses modelos se preocupam com uma mais “eficiente” ocupação do território e com a estética, sem se preocupar que, lá embaixo, existem pessoas que precisam se socializar e utilizar aqueles espaços, entretanto as pessoas são deixadas em segundo plano. Ele disse: “Com a expansão econômica da China, existe uma nova Beijing nascendo. O que, sem dúvidas, é ótimo! Só não sei se gosto dela…”.

A segunda diz respeito a um projeto que surpreende por sua simplicidade e poder. É um projeto chamado I wish this was criado pela designer Candy Chang. Depois que o furação Katrina devastou a cidade de Nova Orleans, muito prédios e ruinas ficaram pelo caminho. Com o projeto “I wish this was”, Candy criou adesivos em branco com a inscrição “I wish this was” – “eu gostaria que isso fosse” – e saiu colando pelos prédios abandonados pela rua, deixando apenas uma caneta colada ao lado dos adesivos. Esse projeto fez a população refletir e se importar com os problemas da cidade. Um prédio em ruína que antes as pessoas nem percebiam que estava ali, começou a ganhar vida nas mensagens deixadas pelas pessoas nos adesivos, criando um importante canal de comunicação entre autoridades e cidadãos.

Vale a pena ver! O filme tem também a participação de Oscar Niemeyer e do prefeito do Rio, Eduardo Paes.

Acesse o website: http://urbanizedfilm.com

Assista ao trailler

Anúncios

Um comentário em “Urbanized: O filme

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s